Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

As cores do inverno de Amesterdão

26.02.21 | Alice Barcellos

Enquanto conduzíamos a partir de Roterdão, a neve caía em flocos pequenos e das janelas do carro só se via branco. Amesterdão recebeu-me assim, fria, com neve acumulada nos bancos das centenas de bicicletas estacionadas em frente à Estação Central. Rapidamente, sentimos a humidade dos canais a regelar-nos os ossos.

Voltamos a ficar geladas, desta vez na alma, enquanto percorríamos a Casa de Anne Frank, daqueles lugares que estava na minha "bucket list", e revisitávamos aquela história tão forte e triste, daquela família, de tantas outras que foram perseguidas, destroçadas e enviadas para os campos de concentração durante a II Guerra Mundial.

Buscamos conforto num café charmoso, numa chávena de chá e uma fatia de bolo. Amesterdão conquista-nos também pelos ambientes acolhedores que encontramos nos cafés. E pelas casinhas, ao mesmo tempo, todas iguais e todas diferentes. Fugimos aos pontos mais turísticos. Perdemo-nos por entre ruas e ruelas, entramos em lojas vintage. Haverá melhor forma de descobrir uma cidade do que a caminhar e a parar para fotografar cada pormenor?

Estava frio, um dia cinzento de fevereiro, mas, ainda assim, consegui encontrar cores no inverno de Amesterdão. Afinal, basta estarmos atentos aos detalhes que nos fazem sorrir.

Ficaram estas fotografias para ajudar a viajar pelas memórias desta viagem realizada em 2017. Vamos?

IMG_0771.JPG

IMG_0744.JPG

IMG_0750.JPG

IMG_0755.JPG

IMG_0760.JPG

IMG_0761.JPG

IMG_0762.JPG

IMG_0763.JPG

IMG_0767.JPG

IMG_0770.JPG

IMG_0783.JPG

IMG_0784.JPG

IMG_0787.JPG

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.