Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Cinco pontos a reter das eleições brasileiras

08.10.18 | Alice Barcellos

A primeira volta das eleições presidenciais no Brasil ficou marcada por uma quase vitória de Bolsonaro do PSL que vai, a 28 de outubro, outra vez a votos com o candidato do PT, Fernando Haddad. Mesmo que impensável para grande parte dos brasileiros que eu conheço, é quase certo que Bolsonaro vá ser o próximo presidente eleito do Brasil, o que demonstra o falhanço total do sistema político do país.

 

1. O sistema político falhou. Há muitos anos que a política brasileira é caracterizada pela corrupção, algo que é, de resto, generalizado no país. Os escândalos de corrupção ao mais alto escalão ajudaram a denegrir de vez a imagem que o povo tinha dos políticos. Foi o terreno ideal para a ascensão de Bolsonaro que aparece como um salvador da pátria, embora seja mais do que conhecido que também ele, há quase 30 anos na política, foi e é corrupto

 

2. O Nordeste levou o Brasil para a segunda volta - e já está a ser alvo de xenofobia e insultos nas redes sociais. Haddad só conseguiu ir para o segundo turno graças aos votos da região do Nordeste brasileiro.

 

3. As fake news conseguiram mudar a opinião das pessoas. Mais do que a dita imprensa tradicional, com a televisão em destaque, esta campanha presidencial aconteceu nas redes sociais. Muitas pessoas foram manipuladas por notícias falsas e informações erradas, dadas como certas e partilhadas vezes sem conta nas redes. De acordo com um estudo da Universidade de Oxford, os apoiantes de Bolsonaro são os que compartilham o maior número de fontes falsas de informação ou de baixa qualidade. Já os apoiantes de Haddad são os que publicam o maior volume de informação falsa. Conclusão: as notícias falsas e a falta de credibilidade de informação são uma realidade nos dias de hoje que têm poder em influenciar o voto.

 

4. A campanha contra o PT resultou. Após 13 anos na presidência, primeiro com Lula e, depois, com Dilma, o Partido dos Trabalhadores (PT) foi retirado do poder através do que muitos chamam de golpe. A verdade é que o sentimento anti-petista se comprovou nos resultados destas eleições.

 

5. O futuro pode ser ainda mais sombrio. Com um panorama político muito complicado, crise social e de valores, insegurança, discurso do ódio, assassinatos a sangue frio de líderes (quem matou Marielle?) e retrocesso em direitos adquirios, o futuro do Brasil pode ser ainda mais sombrio com a chegada de Bolsonaro ao poder. Como se costuma dizer, a democracia não é perfeita - e está cada vez mais fragilizada em todo o mundo - mas é o melhor que temos neste momento.

cartoon_latuff.jpg

Cartoon: Carlos Latuff

 

 

2 comentários

Comentar post