Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Era uma vez uma princesa tão gorda que só ocupava espaço

23.02.21 | Alice Barcellos

Ficava sempre aflita quando tinha de usar vestidos de gala. Pedia à criada que apertasse ao máximo o espartilho e ao alfaiate que optasse por cores escuras. Por mais que tentasse disfarçar, olhava-se ao espelho e pensava sempre: és uma princesa gorda que só ocupa espaço. No salão de baile, as outras princesas e damas, elegantes nos seus vestidos garridos, moviam-se com graça e frivolidade. Ela ficava sentada num canto, à espera que a festa acabasse, entediada com esta vida tão banal que lhe tinha calhado.

Ansiava pelo dia seguinte quando envergava a bata simples, fazia uma longa trança nos cabelos e perdia-se nos campos à volta do castelo. Adorava sentir-se integrada na natureza. Sonhava em galgar os muros e fazer-se ao mundo, explorando as selvas exóticas que conhecia através dos livros.

Nos dias quentes de verão, o seu maior prazer era ir tomar banho nua ao rio, às escondidas. Despia-se de tudo e deixava-se flutuar naquelas águas límpidas. De olhos fechados, viajava para os destinos longínquos que nunca iria conhecer. Ali era leve. Ali não ocupava espaço. Ali sentia-se integrada em algo muito maior.

Afinal, não era assim tão gorda, só havia nascido no tempo e espaço errado.

jordan-heath-yQSDqNaYweE-unsplash.jpg

Texto escrito no âmbito dos Desafios da Abelha. Veja aqui mais textos e desafios.

Imagem: Jordan Heath / Unsplash

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.