Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

O meu reino

01.03.21 | Alice Barcellos

O meu reino é feito de areia e água

Talhado pelo sol e pelo vento

Espaços abertos onde se dissolve a mágoa

Fechando os olhos se perde a noção do tempo

 

Aqui os castelos são movediços

Dunas que se deslocam devagar

Descalça, não há sentimentos postiços

Caminha-se como se estivesse a navegar

 

O meu reino é feito de conchas e seixos

Que enfeitam um palácio sem portões

Se quiseres, entra, eu deixo

Pois aqui não existem restrições

 

As gaivotas são mensageiras do horizonte

Trazendo mensagens de além-mar

Porque a tempestade sempre se esconde

Na calmaria azul antes de chegar

 

Neste teto de céu só há uma hierarquia

A natureza decide o que fica e o que vai

Cada pôr-do-sol é um convite à nostalgia

Num leve embalar que de tudo abstrai

 

E quando aqui me faço rainha

É no quebrar das ondas que ouço as leis

Porque no meu reino estou sozinha

Não preciso de servos, príncipes ou reis

IMG_9532.JPG

IMG_7413.JPG

IMG_6300.JPG

IMG_6472.JPG

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.