Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Pausa para café

27.08.19 | Alice Barcellos | ver comentários (3)
- Boa tarde, o que vai ser? - Um café. - Não quer nada para acompanhar? Uma queijada, um queque, uma natinha? - É só o café, se faz favor. Traz-me só o café. Não precisa ser curto, nem cheio, com açúcar ou pau de canela. Não quero bolos, não quero mais nada, a (...)

Vida com sabor a chocolate branco

05.01.19 | Alice Barcellos | comentar
Ainda era uma menina. Gostava de boys bands, sonhava com um futuro brilhante e feliz, comprava revistas para adolescentes, tinha medo de filmes de terror e quase que acreditava em feiticeiros enquanto devorava os livros do Harry Potter. A vida era simples, apesar de se ter (...)

O aquário

26.09.13 | Alice Barcellos | ver comentários (1)
O aquário no canto da secretária era uma fuga das horas que se arrastavam até ao fim do turno. Aquele globo era um pequeno mundo à parte onde só havia água, uma planta de plástico e os dois peixinhos cor de laranja. Os peixes não tinham nome e nem significavam muito (...)

Chegar a casa

23.05.13 | Alice Barcellos | comentar
Esforçava-se por manter os olhos abertos, mas não estava a ser fácil. Tinha se entregado ao sono em mais uma interminável viagem de comboio. Com atrasos e cansaço é possível perder a noção do tempo. O balanço dos vagões nos trilhos, o barulho constante, o (...)

Segunda-feira

29.04.13 | Alice Barcellos | comentar
O despertador tocou para mais uma segunda-feira. Saltou da cama, como sempre fazia, mas sentiu um enorme cansaço. Sentiu-se cansada da vida, da rotina, de todos os dias parecerem sempre segunda-feira. Dirigiu-se para a casa de banho para lavar a cara com água fria, como (...)

Encontro no aeroporto

17.10.11 | Alice Barcellos | comentar
O voo havia atrasado mais de três horas. O seu laptop já estava sem bateria e tinha esquecido o kindle em casa. O iphone não apanhava wireless. Já tinha corrido todas as lojas e feito um lanche. Não havia mais nada para fazer, a não ser esperar. Andou pelos (...)