Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Sistelo, a aldeia parada no tempo que ganhou o título de pequeno Tibete português

Sistelo ficou na moda nos últimos tempos. Foi apelidada de pequeno Tibete português. A sua paisagem em socalcos foi classificada como monumento nacional e umas quantas publicações falaram desta aldeia encaixada entre montanhas nos Arcos de Valdevez. Fiquei curiosa e quis ir ver Sistelo com os meus próprios olhos (e lentes).

 

Fui num destes dias deste outono ainda vestido de verão, com temperaturas acima dos 25 graus e céu azul. Pelas estradas verdes do Minho, cruzamos um riacho, passamos por bois a pastar, vimos a vinha que começava a mudar de cor, até que chegamos à aldeia.

1.jpg

2.jpg

3.jpg

Os socalcos esculpidos nos montes saltam à vista atrás da placa grande que recebe quem aqui chega. Degraus verdes nas montanhas feitos para a agricultura que deram fama à esta pequena aldeia.

 

Ainda antes de explorar as ruelas de Sistelo, estacionamos o carro num ponto alto para ter uma visão mais geral do lugar. Castanheiros carregados de ouriços pontuavam a paisagem envolvente.

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

A melhor forma de explorar a aldeia é estacionar o carro e ir a pé. Quando cheguei ao ponto central da aldeia, que tem uma fonte, fui recebida por um cão muito simpático que foi o meu guia durante a visita. Não vi muita gente nas ruas.

 

Alguns turistas, algumas pessoas locais que passaram com pressa e seguiram para os seus afazeres. Vi uma senhora idosa no quintal de uma casa, disse-lhe “boa tarde”. Continuei distraída a fotografar as ovelhas e quando me virei para trás a senhora já tinha desaparecido. 

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

Os antigos espigueiros são outra das marcas de Sistelo. Atrás destas construções, um tanque comum com colchas brancas e roupa a secar.

 

Num dia sem vento, o silêncio ali naquele lugar de calma parecia ainda maior. O tempo parecia ter parado.

13.jpg

14.jpg

15.jpg

 

Um outono para recordar: o de Londres

Londres é uma cidade espetacular e obrigatória na lista daquelas que devemos visitar uma vez na vida. Quando a visitei, e já lá vão uns anitos, fiquei com a sensação de que todos os dias pareciam fim de semana, pelo menos para mim, mera turista, que lá estava a aproveitar. O ambiente fervilhante mas ao mesmo tempo descontraído da cidade foi algo que me cativou.

 

Mas houve também outra coisa que me marcou bastante: o outono londrino. Com sorte, apanhei alguns dias de sol e pude apreciar as magníficas tonalidades do outono nos muitos parques que a cidade tem para oferecer.

 

Não cheguei a visitar esta cidade noutras alturas, mas arrisco a dizer que esta estação pode ser um dos melhores períodos para visitá-la. Por isso, se está a planear uma escapadinha neste outono, Londres é uma ótima opção. Vale a pena lembrar que o Big Ben está em obras, mas existem outras atrações imperdíveis e vai, com certeza, guardar muitas fotografias para mais tarde recordar, como estas que partilho a seguir.

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

Se ficaram convencidos com as minhas fotos e querem comprar uma viagem para Londres - eu ia já - partilho aqui algumas experiências que me marcaram na cidade:

 

* Conhecer os seus bairros mais famosos. Eu apaixonei-me por Nothing Hill com as suas "casinhas" charmosas, lojas vintage e cafés acolhedores. 

 

* Andar muito a pé e de autocarro de dois andares. Se possível, ir nos lugares da frente do segundo andar para conseguir as melhores vistas.

 

* Ser "rato" de museu. Os principais museus de Londres têm entrada gratuita por isso são sempre uma opção de passeio a custo zero. Como sou assumidamente uma amante destes espaços, Londres entrou logo para o meu top de cidades favoritas. Fiquei encatada com o British Museum e com o Museu de História Natural.

 

* Aproveitar os muitos parques de Londres. Deixo aqui um guia bastante completo.

 

* Dar um "saltinho" à Idade Média na Tower of London.

 

* Ir tomar um copo ao Soho.

 

* Vaguear por Camdem Town.

 

* Comer uma tradicional tarte salgada (pie) num pub depois de um dia desgastante de passeios (soube-me pela vida).

 

Há muita coisa para ver e fazer em Londres, por isso, sugiro que vejam este especial do SAPO Viagens com muitas sugestões para quem quer visitar a capital de Inglaterra. Este roteiro aqui é uma ótima base para planear a viagem.

Sete castelos para conhecer em Portugal

Altas torres, janelas estreitas, muros imponentes, fossos, inúmeras passagens e muralhas defensivas. Mais do que elementos arquitetónicos que os caracterizam, os castelos são construções que nos despertam a imaginação, nos transportam para outras eras e guardam a história do tempo em que foram construídos e utilizados, quer seja para defesa ou para habitação.

 

São, para mim, um dos maiores símbolos da Idade Média, dos contos de fadas, princesas e reis, tendo um peso enorme no meu imaginário. É impossível não visitar um castelo e não viajar no tempo. E eu não resisto a um castelo, é algo que me cativa no primeiro instante e aguça a minha curiosidade.

 

Neste sentido, Portugal é um verdadeiro paraíso para os amantes destes gigantes de pedra. Centenas de castelos, dos mais variados géneros, povoam o nosso território - a ameaça dos mouros e dos espanhóis foi a principal "culpada" para o número elevado destas construções em Portugal. Uns mais bem conservados, outros em ruínas; torres solitárias ou enormes muralhas, há muito para descobrir, fotografar e dar asas ao cavaleiro medieval que existe em nós. 

 

A seguir, apresento sete castelos incríveis para recordar no Dia Nacional dos Castelos, que se assinala a 7 de outubro. Há quanto tempo já não visita um?

 

Castelo de Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro

HPIM3375.JPG

Castelo de Almourol, distrito de Santarém

almourol.jpg

 Castelo de Belmonte, distrito de Castelo Branco

belmonte.jpg

Castelo de Linhares da Beira, distrito da Guarda

linharesdabeira.jpg

Castelo de Óbidos, distrito de Leiria

obidos.jpg

 Castelo de Montemor-o-Velho, distrito de Coimbra

montemor.jpg

 Castelo de Silves, distrito de Faro

silves.jpg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D