Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Não quero deixar de ser criança

01.06.21 | Alice Barcellos | ver comentários (8)
Não quero deixar de ser criança Quero continuar a olhar para tudo com olhos curiosos Não quero que o mundo se torne cinzento Quero desenhar arco-íris e árvores frondosas nos meus cadernos Não quero ficar com medo de água fria, nem deixar de andar descalça Não (...)

Paz

25.05.21 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
A paz é branca mas poderia também ser azul Tão pura como a pomba que voa ou a onda que se desmancha Entra-nos pela alma como o vento entra por uma janela aberta Não pede licença, mas sentimos quando chega Sentimo-nos em paz e a felicidade parece mais fácil Mais palpável Sentimo (...)

Os mistérios da Terceira

30.04.21 | Alice Barcellos | ver comentários (8)
A Terceira fez-me viajar pela origem de tudo. A começar pelos nomes. Para quem gosta de viajar pelas palavras, como eu, a Terceira é uma delícia, tal como o doce de vinagre, cujo nome despertou logo curiosidade*. “Aqui nos Açores, gostamos de simplificar os nomes”, (...)

Primavera

20.03.21 | Alice Barcellos | ver comentários (8)
Perguntaram-me o que era a poesia Não soube responder Senti que deveria escrever Porque como uma flor que começa na terra A poesia começa nas palavras Será mesmo assim? A poesia começa antes das palavras Nessa mesma flor, nessa mesma terra No céu, no mar, no pássaro (...)

O meu reino

01.03.21 | Alice Barcellos | ver comentários (5)
O meu reino é feito de areia e água Talhado pelo sol e pelo vento Espaços abertos onde se dissolve a mágoa Fechando os olhos se perde a noção do tempo   Aqui os castelos são movediços Dunas que se deslocam devagar Descalça, não há sentimentos postiços Caminha-s (...)

O retrato

24.02.21 | Alice Barcellos | ver comentários (4)
"Sente-se aqui, minha filha". A menina sentava-se, tentando ficar quieta para o retrato, o que não era fácil quando se tem dez anos. Do outro lado, a avó, compenetrada, afiava o lápis de ponta macia que escorregava bem no papel. Depois, levantava o lápis no ar, na (...)

Sorrir faz sorrir

22.02.21 | Alice Barcellos | ver comentários (6)
Gostava de te fazer sorrir como quando ligas a rádio e está a tocar a tua música favorita Como quando estás a pensar numa pessoa e ela liga ou manda uma mensagem Como quando encontras o teu nome escrito numa loja ou numa parede Ou quando encontras uma nota de cinco (...)

Feliz ano velho novo

12.01.21 | Alice Barcellos | ver comentários (11)
Era um daqueles fins de tarde de inverno em que o brilho do sol fazia estalar o ar limpo e frio. O mar estava excecionalmente calmo, uma piscina cuja borda era a linha do horizonte, tão reta e sempre longe. Enquanto o astro rei se preparava para mergulhar naquela piscina (...)

A velha e o lobo. Um conto de Natal

19.12.20 | Alice Barcellos | ver comentários (13)
Dedicado a todas as pessoas que este ano passam o Natal sozinhas O dia amanheceu cinzento e frio. O nevoeiro escondia os cumes das altas montanhas pintados de branco. Não se viam, pois eram mestres em ser invisíveis, mas os lobos andavam ativos pelas serras, à procura de (...)