Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Um ano depois, top 10 de New York

18.01.21 | Alice Barcellos | ver comentários (3)
Don’t be afraid of anyone. Foi uma das primeiras frases que li quando cheguei a Nova Iorque, faz agora um ano. Estava pintada em algumas das esquinas de Times Square e resumia bem o sentimento que a cidade passa. Ou, pelo menos, que me passou. Não tive medo de ninguém, (...)

Feliz ano velho novo

12.01.21 | Alice Barcellos | ver comentários (11)
Era um daqueles fins de tarde de inverno em que o brilho do sol fazia estalar o ar limpo e frio. O mar estava excecionalmente calmo, uma piscina cuja borda era a linha do horizonte, tão reta e sempre longe. Enquanto o astro rei se preparava para mergulhar naquela piscina (...)

Fim de verão

11.10.20 | Alice Barcellos | ver comentários (8)
Tinha chovido. A prometida chuva de que falavam desde segunda-feira. Era quinta e, finalmente, tinha chovido. Mas pouco. O suficiente para deixar no ar aquele inconfundível cheiro a terra molhada, que me fez sair do prédio e respirar fundo para reforçar na memória (...)

Alvão: um segredo escondido entre as montanhas

30.08.20 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
A sensação de isolamento e paz que se encontra ao percorrer os caminhos do Parque Natural do Alvão era tudo o que precisávamos na primeira viagem pós-confinamento. Finalmente, vamos sair. Não sair para ir trabalhar, ir às compras, visitar a mãe ou ir à praia. Vamos (...)

Fotografia. Once upon a time in New York City

10.06.20 | Alice Barcellos | ver comentários (6)
Nova Iorque. A diversidade está em todo o lado e as pessoas são a face mais visível desta característica tão marcante da cidade. Os nova-iorquinos são arrojados, orgulhosos da sua "casa" e simpáticos com os forasteiros - o que é de louvar numa das metrópoles mais (...)

"Minha pátria é a língua portuguesa"

05.05.20 | Alice Barcellos | ver comentários (7)
Quando aterrei pela primeira vez no aeroporto de Lisboa, já lá vão 20 anos, lembro-me que fazia calor e ventava num dia quente de agosto. Era menor de idade e era a primeira vez que viajava de avião, mas não senti medo nem desconforto. Fiz "amizade" com dois miúdos (...)