Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Não dá para voltar atrás

09.01.20 | Alice Barcellos | ver comentários (6)
Chegar até aqui e ver com os nossos próprios olhos o que é isto não se compara com tudo o que nos disseram. É quase como visitar aquele lugar que ouviste falar e viste imagens na internet milhares de vezes. Quando chegas lá e vês com os teus próprios olhos, tens (...)

Santiago de Compostela: Peregrinação às tapas

23.12.19 | Alice Barcellos | comentar
Sou daquelas pessoas que acredita até ao último momento que o tempo vai ficar melhor quando tenho uma viagem marcada. Mesmo sabendo que as previsões apontam para dias de chuva, há sempre aquela voz interior otimista que tenta convencer-me de que um sol radiante pode (...)

Querida, Lili

08.11.19 | Alice Barcellos | comentar
Querida, Lili Quando esta carta chegar a ti, provavelmente, estarás numa brincadeira qualquer pelo jardim, a correr descalça, a brincar de ser sereia na piscina ou a vestir os vestidos antigos, esquecidos nos armários da casa. Pelo que me lembro, estas são algumas das (...)

Singularidades de um verão minhoto

21.09.19 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
"É urgente viver encantado. O encanto é a única cura possível para a inevitável tristeza", Valter Hugo Mãe, “Contos de Cães e Maus Lobos” Chegamos a Ponte de Lima com um calor de quase 30 graus. O centro da vila fervilhava com a feira que acontece de 15 em 15 (...)

Machu Pichu: é tudo isso e muito mais

10.05.19 | Alice Barcellos | ver comentários (8)
Há imagens das quais nunca nos vamos esquecer. A de Machu Picchu é uma delas. É quase surreal ver as ruínas da cidadela inca que repousam em total harmonia com a paisagem envolvente. E é também a paisagem envolvente que cria a beleza mágica da imagem final que (...)

Pegadas na areia

28.03.19 | Alice Barcellos | ver comentários (1)
Está limpa quase plana a areia quando chegas Do alto das rochas olhas para as ondas que alisam aquele chão construído de infinitos pedaços de rochas, conchas, corais e tudo o que por lá habita se desfaz e renova há tanto tempo que não dá para contar Na primeira (...)