Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Manhãs de recomeço

27.09.18 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
Manhãs. Adoro manhãs. O dia que começa quando abrimos os olhos, a luz que clareia quando abrimos as janelas. Em todas as manhãs podemos encontrar o ímpeto de recomeçar. Principalmente naquelas em que nos levantamos cedo e cheios de disposição. Ninguém tem vontade (...)

Outono

11.10.16 | Alice Barcellos | comentar
É sempre a mesma coisa. Mudam as estações, muda o guarda-roupa e temos a tarefa chata de arrumar as vestimentas. Hoje comecei a guardar religiosamente os meus vestidos de verão, como se ali em cada vinco e dobra pudesse guardar um bocadinho também dos dias longos e (...)

Agosto, o melhor mês para... trabalhar

05.08.15 | Alice Barcellos | ver comentários (6)
Há alguns anos que não tiro férias em agosto. A decisão não fez parte de nenhuma posição fundamentalista ou anti-social, muito pelo contrário, gosto de trabalhar no mês em que (quase) toda a gente vai de férias. Gosto de ver a cidade cheia de turistas e de (...)

Sonho de Primavera

30.03.15 | Alice Barcellos | comentar
É uma casa simples. Térrea com pátio à frente e jardim atrás. Se tiver mais um andar, que seja um sótão. É uma casa com grandes janelas abertas para o sol de Inverno e de Verão. Tem um sofá aconchegante e uma lareira. Duas ou três estantes cheias de livros. Uma (...)

Vamos falar do tempo

27.03.15 | Alice Barcellos | comentar
E o peso de notícias tão carregadas dissolve-se nos ponteiros do relógio. A hora muda e traz com ela os verdadeiros dias de Primavera, que anunciam o Verão a cada crepúsculo mais tardio. A vida continua e é preciso adiantar os ponteiros para esquecer as tragédias de (...)

O verão que não foi

22.09.14 | Alice Barcellos | comentar
Acabou o verão e ainda tenho fome de mar, desejo de sol e sede de mergulhos. É a primeira vez, que me lembro, de não receber bem o outono, e as suas promessas de folhas douradas, castanhas assadas, tartes de maçã cheirosas e dias cinzentos. Acontece que este verão (...)

Triste de quem é sempre feliz

20.03.14 | Alice Barcellos | comentar
Hoje é dia da felicidade, mas não me sinto feliz. Há dias assim. Há dias em que estamos mais calados, menos sorridentes, mais pensativos, menos motivados. Em que (...)

Debaixo do meu guarda-chuva

22.01.14 | Alice Barcellos | comentar
São dias a preto e branco. Formas difusas, cores esbatidas, os traços finos dos galhos secos das árvores marcam um céu sem cor. São como centenas de dedos com unhas enormes que arranham o firmamento. Tentam rasgar este cenário tão pálido para ver se por trás está (...)