Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Mostra-me o teu melhor arco-íris

29.03.20 | Alice Barcellos | ver comentários (10)
- Olá, como estás? Como tens passado por estes dias estranhos? Quais são os teus medos e as tuas angustias? O que queres fazer quando tudo isso acabar? Do que sentes mais falta? De quem sentes mais falta? Queria fazer estas perguntas a todos os que estão a experienciar (...)

Risco

04.02.20 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
Tentamos sempre não cair Viver com os pés no chão e a cabeça levantada Passamos a vida a driblar rasteiras Temos medo do risco, este risco traçado em giz no quadro negro dos anos Escrevemos uma lista das nossas vitórias e das quedas que não demos Vamos andando por (...)

Vertigem

27.01.20 | Alice Barcellos | comentar
Ficou horas a cozinhar frases A limpar gestos Ensaiando formas de andar Pensando que seria mais fácil Quando o voltasse a ver por acaso No supermercado, na praia, na praça Mas não foi Quando se olham nos olhos Há sempre vertigem no próximo passo Foto: Marc Schulte / Unsplash (...)

O nome de cada um

28.11.11 | Alice Barcellos | comentar
-       Como se chama? -       Alice -       Ah, Alice no país das maravilhas Quem se chama Alice provavelmente já ouviu umas quantas vezes esta brincadeira à volta do nome. No meu caso em concreto, é costume acontecer outras perguntas, relacionadas (...)

Mundos

31.10.11 | Alice Barcellos | comentar
Atingimos sete mil milhões de habitantes no planeta. Uma frase fácil de dizer. É um número redondo e muito, muito, muito grande. De uns tempos pra cá, a nossa sociedade apanhou o gosto de transformar humanos em números. E, é claro, esta data não poderia passar em branco. Concordo que a efeméride sirva de pretexto para falarmos das desigualdades no mundo, das alterações climáticas, do combate a doenças e de todos os grandes problemas da humanidade na terra, que são, na sua maioria, provocados pela própria (...)

Encontro no aeroporto

17.10.11 | Alice Barcellos | comentar
O voo havia atrasado mais de três horas. O seu laptop já estava sem bateria e tinha esquecido o kindle em casa. O iphone não apanhava wireless. Já tinha corrido todas as lojas e feito um lanche. Não havia mais nada para fazer, a não ser esperar. Andou pelos (...)