Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

Diário de fuga

Na rotina dos sonhos fugimos dos dias

As cartas do meu avô

30.10.20 | Alice Barcellos | ver comentários (12)
Já não recebo mais cartas tuas, avô, e creio que na época não dei o devido valor à relíquia que me chegava, de quando em quando, na caixa de correio. Naquele tempo medíamos o tempo de forma diferente. No compasso de espera de uma carta. Nos números do teclado duro (...)

Alvão: um segredo escondido entre as montanhas

30.08.20 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
A sensação de isolamento e paz que se encontra ao percorrer os caminhos do Parque Natural do Alvão era tudo o que precisávamos na primeira viagem pós-confinamento. Finalmente, vamos sair. Não sair para ir trabalhar, ir às compras, visitar a mãe ou ir à praia. Vamos (...)

Chega de silêncio

07.06.20 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
Tome partido. Neutralidade ajuda o opressor, nunca a vítima. Silêncio encoraja o torturador, nunca o torturado. Elie Wiesel Nestes dias tenho andado com um nó na garganta que me trava as palavras. Como (quase) sempre, tenho uma guerra de palavras interior. Vezes sem (...)

"Minha pátria é a língua portuguesa"

05.05.20 | Alice Barcellos | ver comentários (7)
Quando aterrei pela primeira vez no aeroporto de Lisboa, já lá vão 20 anos, lembro-me que fazia calor e ventava num dia quente de agosto. Era menor de idade e era a primeira vez que viajava de avião, mas não senti medo nem desconforto. Fiz "amizade" com dois miúdos (...)

Espelho meu

08.03.20 | Alice Barcellos | ver comentários (2)
Menina, larga este ecrã espelho que o mundo te dá Queima logo o sutiã E não deixe de comer o jantar Menina, não se reduza ao corpo ideal Que uma casa não se faz sem tijolos Ter celulite, estria e dobrinha é normal Ser sexy é saber usar bem os miolos Menina, manda (...)

Serra

07.11.19 | Alice Barcellos | ver comentários (6)
Aqui tudo encaixa num quebra-cabeça silencioso que nos deixa sem palavras e para que falar se temos tanto para ouvir As mensagens nos chegam em formato de luz e sombras os raios do sol a furar entre as folhas a água a correr entre cursos e riachos o chilrear dos pássaros (...)